O custo benefício da nuvem é, sem dúvida, o seu maior atrativo, porém, existem muitos processos que envolvem certa complexidade na hora da cloud migration, ou seja, de migrar seu ambiente on-premise para cloud.

Independentemente disso, o cloud computing traz uma série de ferramentas que tornam as aplicações mais eficientes, com o objetivo de otimizar a utilização dos recursos computacionais da nuvem.

Portanto, fazer essa migração, mesmo que com alguns desafios, é muito benéfico para a empresa.

Uma dica para evitar riscos é contar com uma consultoria e é sobre isso que vamos falar no nosso post. Continue lendo e veja como esse processo de transição pode ser feito de forma suave, segura e sem disrupções.

O que é cloud migration?

O termo cloud migration é utilizado para a migração para a nuvem.

Nesse processo há várias etapas para validar suas aplicações, uma por uma.

Assim, é possível verificar se há compatibilidade com o novo ambiente, bem como mapear quais alterações devem ser realizadas para que a migração seja possível.

Depois da etapa de planejamento, inicia-se a arquitetura.

Neste momento, o seu ambiente é redesenhado utilizando os recursos da nuvem para segurança, escalabilidade e otimizações em relação ao custo.

Vale lembrar que o custo não é apenas o que você paga ao seu cloud provider, mas também o quanto de recurso humano será necessário para manter o novo ambiente.

Nesse momento, também é feito o design de várias automatizações de processos que antes seriam impossíveis no ambiente on-premise.

As próximas etapas são para definir a estratégia de migração, para que haja o menor downtime possível.

Dependendo da massa de dados envolvida, pode-se optar por uma janela de tempo ou por uma estratégia de nuvem híbrida.

Nesse segundo caso, parte dos dados estarão na nuvem e outra parte on-premise, porém sendo consumidos por sua aplicação de forma transparente enquanto a migração ocorre.

Com esses procedimentos devidamente testados e homologados, por fim se faz a virada de chave, onde seu ambiente finalmente é totalmente movido para a nuvem e entra em produção.

Quais os riscos da cloud migration?

Um processo de migração, por menor que seja, sempre oferece uma série de riscos.

Migrar para nuvem quase sempre envolverá uma mudança de mentalidade para absorver os novos paradigmas envolvidos em ambientes cloud.

Além dos riscos de praxe, que são aqueles que podem trazer indisponibilidade ao seu ambiente, existem ainda alguns mais sérios.

Como, por exemplo, o risco de tratar a nuvem como se fosse o ambiente on-premise e, assim, acabar perdendo seus benefícios em relação ao desempenho, custos e segurança.

Por que contratar uma consultoria para cloud migration?

Uma consultoria, certamente, mitiga uma série de riscos do processo de migração, avaliando o que pode – ou deve – ser modificado, orientando as melhores práticas e, consequentemente, ampliando o custo benefício da cloud migration.

Para bons resultados, em especial a médio e longo prazo, cada detalhe importa.

A consultoria também é responsável por lhe mostrar as possibilidades de melhoria, apresentando novas ferramentas, metodologias, automatizando e otimizando muitos processos da equipe de TI.

Se você precisa de ajuda nesse sentido, entre em contato com a CL9 Tecnologias agora mesmo! Somos especialistas em cloud computing e nossa consultoria está pronta para ajudar sua empresa a migrar para nuvem e aproveitar de todos seus benefícios!

(Imagens: divulgação)


  • Share:
Contato via Site CL9