A computação em nuvem trouxe o conceito de “tudo” como serviço.

Os principais são:

  • infraestrutura – IaaS,
  • plataforma – PaaS,
  • software – SaaS.

A forma como o cloud simplifica o acesso aos recursos tecnológicos abrange várias possibilidades, continue lendo nosso post e entenda como funcionam esses principais modelos e quando utilizá-los!

O que é IaaS?

A Infraestrutura como Serviço é um produto que oferece poder computacional e seus recursos vinculados como redes e discos, de forma que você possa contratar a quantidade de recursos que deseja, por isso, com maior flexibilidade de expandir, caso necessário.

Quando há necessidade de controle total de configurações e sistemas operacionais, esse é o serviço de cloud mais indicado.

Fica a cargo do cliente realizar estes procedimentos e manter seus sistemas, enquanto o provedor mantém a infraestrutura disponível para uso.

O IaaS é entregue através de um painel unificado onde você escolhe as especificações de hardware que deseja, podendo ser máquinas físicas ou virtuais, que também podem ser customizadas posteriormente.

O que é PaaS?

Já na Plataforma como Serviço, todos os recursos para gerenciar e hospedar aplicações são disponibilizados sem que o cliente tenha que se preocupar com licenciamento, instalação e configuração.

Quando você necessita de um banco de dados ou um servidor de aplicação, o PaaS, geralmente, se encaixa de forma perfeita.

Cabe o cliente apenas fazer o upload do código-fonte da aplicação e das informações do banco de dados, já o provedor irá gerenciar toda infraestrutura por trás desses servidores.

É interessante saber que o PaaS agrega muito valor por trazer em seu painel administrativo todo um serviço de monitoramento e backup, além de integrar outros serviços envolvidos para que uma aplicação seja publicada e acessível.

Um bom exemplo de PaaS é um site.

Para que um site ou aplicação web sejam disponibilizados aos usuários, é necessária uma série de recursos como servidor de aplicações integrados a um banco de dados, bem como registro de domínio e configuração de DNS.

O que é SaaS?

Já no caso do SaaS, o software ou sistema é entregue ao cliente já totalmente configurado.

Assim, sua preocupação é apenas utilizar o sistema enquanto o provedor mantém sua infraestrutura, licenciamento e tudo mais que estiver envolvido.

Se sua empresa tem um sistema grande e com informações críticas, manter uma equipe que dê suporte a ele pode se tornar extremamente custoso e problemático.

Ao utilizar esse mesmo sistema como SaaS em cloud, você deixa de lado toda essa preocupação com a manutenção e foca no seu uso, bem como reduz custos por conta de precisar ter uma infraestrutura muito mais enxuta.

Quando contratamos serviços como Google Apps, Office 365, ERPs em cloud, entre outros, estamos falando de bons exemplos de SaaS, já que você só tem a preocupação de utilizar o software em si.

Outros tipos de serviço

Como citamos no começo do post, tudo tende a ser entregue como serviço, ou XaaS, sigla para qualquer coisa como serviço.

Por isso, ultimamente, tem surgido outros produtos e nomenclaturas com vários modos de empregar cloud entregando recursos dessa forma.

Demandas em temas específicos como Monitoramento (MaaS), Contêineres (CaaS), Desktops (DaaS), VoIP (VaaS) e, até mesmo, a execução de trechos de Funções Programadas (FaaS), tudo como serviço.

Fique de olho no nosso blog que logo mais vamos falar sobre esses pontos também!

(Imagens: divulgação)


  • Share:
Contato via Site CL9