A constante expansão de mercados e nichos é uma realidade graças aos recursos de cloud, que facilitam o acesso às tecnologias e ferramentas que, há alguns anos, eram presentes apenas na realidade de grandes empresas, ou eram encontradas de forma precária em médias e pequenas organizações.

Nesse post vamos mostrar como o cloud computing consegue prover recursos, independentemente do tamanho da empresa e quais são as vantagens ao levar ambientes on premise para arquitetura cloud. Continue lendo e confira!

O que é migração on premise para cloud?

O cloud computing envolve uma série de conceitos que devem ser utilizados de forma relativa ao contexto da empresa que os utiliza.

Uma migração para a nuvem pode ser extremamente simples quando se tem aplicações modernas e equipes prontas para uma transformação digital.

Basicamente é juntar todos os sistemas e dados que estão em servidores ou data centers locais e disponibilizá-los através de cloud providers.

Porém, no meio do caminho será possível implementar novas arquiteturas para que estes sistemas tenham seus custos operacionais ainda mais reduzidos, ou para que sejam compatibilizados com a arquitetura cloud e performem adequadamente dentro do novo contexto.

A migração on premise para cloud é exatamente isso: fazer essa mudança da maneira que impacte menos os serviços de uma empresa.

Quando minha empresa deve migrar?

A não ser que as instalações da sua empresa tenham problemas de conectividade com a internet, a migração pode ser feita a qualquer momento.

Isso porque o custo de uma infraestrutura adequada para data-centers não se justifica se sua empresa não tem como atividade fim prover esse tipo de serviço.

Até mesmo empresas provedoras de infraestrutura estão utilizando a estrutura física de cloud providers e implementando negócios de forma totalmente digital.

Há casos também onde alguns sistemas e máquinas exigem interação de baixíssima latência.

Para esses casos existem soluções mais simples e baratas de fog ou edge computing que podem atender essas demandas enquanto todo o resto pode ser mandado ao cloud convencional, resultando assim em uma infraestrutura híbrida.

Quais as vantagens da migração on premise para cloud?

O custo é a vantagem mais atrativa, porém, ao migrar, sua empresa não precisará mais se preocupar com instalações físicas ou lidar com a contratação de profissionais de especialidades totalmente desvinculadas com a do seu negócio.

Isso nos leva a entender a segunda vantagem mais conhecida do cloud, permitir que sua empresa mantenha o foco no que realmente importa.

A arquitetura cloud implementa a tendência à automatização de todo e qualquer trabalho de forma a tornar-se escalável.

Naturalmente sua empresa verá essa tendência refletir em seus fluxos internos.

Quais os cuidados ao fazer a migração?

A migração geralmente envolve uma transformação digital que impacta diretamente na cultura da empresa e seus colaboradores.

Para que isso funcione é importante contar com uma consultoria para guiar esses passos e evitar ciclos de tentativa e erro.

Também vinculado à consultoria, alguns cuidados devem ser tomados em relação à arquitetura do seu ambiente, que deve ser validada para compliance com cloud.

Nesse momento muitas situações podem ser redesenhadas para extrair o melhor do custo benefício da nuvem e ampliar as vantagens da migração.

Com a cultura da empresa envolta em um novo tipo de pensamento, chega a hora da migração de fato, que deve seguir uma estratégia de impactos mínimos que torne a transição transparente para seus clientes e colaboradores.

Agora que você já sabe mais sobre migração on premise para cloud, conheça as soluções de da CL9 Tecnologias e venha desfrutar dos benefícios da nuvem com todo o conforto e segurança de contar com nosso time de migração!

(Imagens: divulgação)


  • Share:
Contato via Site CL9