Na era da informação, estamos, cada vez mais, habituados a ter interações de baixa latência.

Isso quer dizer que nossa busca por informações durante o uso de aplicativos nos retorna as respostas que desejamos quase que de imediato, por necessidade e exigência do mercado.

Para que isso seja possível, mesmo com a quantidade massiva de pessoas concorrendo durante o uso de aplicações na internet, foi necessário evoluir a forma com que esses dados são persistidos em disco.

Surge, então, a tecnologia SSD para substituir os discos magnéticos convencionais.

Você sabe a real diferença entre SAS, SSD e Nytro? É isso que vamos mostrar no post de hoje, continue lendo e confira!

Qual o melhor armazenamento em discos?

Há pouco tempo ainda era difícil obter uma definição concreta de qual tipo de disco seria melhor.

Isso por conta de algumas variáveis relacionadas ao volume de operações de leitura, escrita, custo e durabilidade.

De toda forma, as duas principais tecnologias que dominam o mercado de discos rígidos para data centers são: SAS e SSD.

Mas, como o mercado está sempre em constante evolução, temos ainda a nova tecnologia Nytro que implementa melhorias de desempenho e durabilidade no armazenamento de dados.

Vamos mostrar cada uma delas:

Armazenamento em discos HDD SAS

Esse tipo de disco, apesar do seu barramento possuir capacidades de transmissão de dados de 12 Gb/s em sua versão 3, depende de muitos outros fatores relacionados aos componentes mecânicos para performar.

Geralmente, os discos mecânicos SAS operam com rotações entre 7400 e 15000 RPM.

Essas características envolvem muitos componentes móveis, o que torna esse tipo de disco muito mais sensível aos impactos, consumindo mais energia e gerando ruídos.

É importante destacar aqui que, apesar do barramento suportar velocidades extremas, a mecânica e a arquitetura de seus componentes acabam criando um gargalo, reduzindo suas taxas de transferência tanto em leitura, como em escrita, dependendo das condições de operação de seus elementos.

Armazenamento em discos SSD

Nesse tipo de disco é muito comum ocorrer o contrário: o barramento (sata, por exemplo) pode ser o limitador da velocidade do dispositivo.

Ainda assim, sua velocidade e latência são exponencialmente menores que em um disco mecânico.

Por se tratar de uma tecnologia que usa circuitos integrados de semicondutores, o SSD é muito mais resistente aos impactos, tem uma eficiência energética superior e também pode atingir taxas de transferência muito superiores enquanto o tempo de resposta é menor.

Armazenamento em discos Nytro

A tecnologia Nytro utiliza o potencial do SSD para melhorar ainda mais a performance em sistemas com operações de leitura em massa.

É normal que a vida útil e o desempenho de um SSD diminua com o tempo, à medida que mais dados são gravados na memória flash.

É aí que a tecnologia DuraWrite (presente nos discos Nytro) entra em ação.

O DuraWrite é uma técnica de redução de dados sem perdas que compacta dados que fluem pelo controlador da Seagate.

Isso ajuda a reduzir a quantidade de dados salvos na memória flash.

Graças ao DuraWrite, o desempenho de gravação aleatória do Nytro pode chegar a 3,5 vezes mais do que outros SSDs, além de ser mais eficiente em termos de energia e econômico.

Entre em contato com a CL9 Tecnologias e conheça nosso mais novo produto, o Cloud Nytro, perfeito para suas aplicações com grandes volumes de operações de leitura!

(Imagens: divulgação)


  • Share:
Contato via Site CL9