As dificuldades impostas pela pandemia de COVID-19 acabou trazendo o trabalho remoto ao centro das atenções.

Apesar de o modelo já ser o preferido das empresas mais dinâmicas e com foco em resultado, corporações de todos os tamanhos ainda têm muita resistência a isso.

Vejamos como o trabalho remoto pode trazer vantagens para você e a empresa onde trabalha e como se preparar para ele.

Por que optar pelo trabalho remoto?

A vantagem econômica é o grande destaque do modelo.

Toda a infraestrutura que a empresa necessitaria adquirir para fornecer condições de trabalho adequadas fica dispensada.

Entra em cena o aproveitamento de recursos que o colaborador já tem em casa e que ficam ociosos durante todo o dia.

Internet, uma mesa ou um cantinho preferido para se concentrar são coisas que a maioria de nós temos em casa.

Talvez haja necessidade de adaptação em algumas coisas, mas nada que inviabilize.

Considere que é algo que vai te livrar de enfrentar horas de trânsito ou transporte público que você comumente utiliza para chegar a um escritório que você pode ter no conforto de casa.

Nesse contexto, você economiza seu precioso tempo e tende a ser mais produtivo enquanto seu empregador também pode redirecionar os antigos custos com escritório para ampliação dos negócios e, consequentemente, melhorar mais ainda para todos.

Como se preparar para o trabalho remoto?

Para muitas pessoas esse é um modelo novo, portanto, vai exigir uma série de adaptações para que você não perca os benefícios e se distraia com outras atividades do lar.

Assim sendo, a primeira coisa é ajustar a cabeça e entender que as horas trabalhadas devem ser encaradas como se você estivesse no escritório normal.

Além disso, é preciso ter à disposição:

Internet e estrutura

Para que o home office funcione, você vai precisar de um espaço de trabalho reservado para esta atividade durante seu horário de expediente.

Para montar seu escritório, se possível, reserve um cômodo ou um cantinho do quarto onde você possa ter silêncio e não seja atrapalhado.

Neste espaço você vai precisar estar confortável, com cadeira e mesa adequadas para seu conforto e ergonomia.

Também será preciso ter conectividade com a internet, coisa que você pode conseguir facilmente através de uma rede wifi.

Apesar de pensarmos muito em home office quando falamos de trabalho remoto, não se trata apenas disso.

Você pode estar em um aeroporto, em trânsito ou em outra cidade.

Por isso, desde que você tenha um dispositivo com acesso à internet, há uma série de recursos para utilizarmos e nos mantermos produtivos e trabalhando.

Desktop virtual

Talvez seu trabalho exija recursos computacionais ou de segurança que você não possua em casa.

Essa situação é muito comum e existem soluções de cloud prontas para esse tipo de demanda.

O desktop virtual oferece o ambiente de trabalho padronizado e seguro para que você consiga trabalhar de qualquer lugar e em qualquer dispositivo, bastando ter uma conexão com a internet.

Essa é uma solução adotada também em ambientes de trabalho convencionais.

Isso porque o colaborador tem acesso a um sistema operacional configurado com todas as ferramentas necessárias para executar suas tarefas e, ainda que seu equipamento de trabalho apresente problemas, basta utilizar outro dispositivo para acessar o seu sistema, que estará intacto e pronto para uso.

VPN

Esse recurso é apenas um meio de acesso ao ambiente de rede e serviços da empresa.

Através da VPN, cria-se um túnel criptografado que faz com que você acesse recursos internos como se estivesse dentro da empresa, coisa que você, de fato, estará quando usar esse recurso, só que virtualmente.

Existem vários tipos de VPN, cabendo à equipe de TI da empresa fornecer informações ou instaladores do serviço para que você utilize em sua máquina.

Servidores compartilhados entre colaboradores

O cloud computing trouxe uma série de conceitos que podemos utilizar no trabalho remoto.

Compartilhamento de servidores e arquivos é um deles.

Acessar servidores compartilhados pode trazer uma experiência de desktop virtual e fornecer acesso a programas limitados a um determinado sistema operacional ou ambiente de rede.

Além disso, existem ferramentas de colaboração que integram serviços de e-mail, planilhas, gestão de projetos, edição de documentos e outras tarefas, de forma com que várias pessoas possam interagir simultaneamente manipulando arquivos enquanto fazem uma videoconferência.

Gostou do nosso post? Continue por dentro das nossas novidades! Siga o blog da CL9 Tecnologias e acompanhe mais conteúdos como este.

(Imagens: divulgação)


  • Share:
Contato via Site CL9