A transformação digital das empresas costuma ser vista como algo custoso, tanto financeiramente quanto no sentido da alocação de recursos humanos para isso.

Além da parametrização de um sistema para adequá-lo ao negócio da empresa, é necessário adquirir e manter uma infraestrutura onde o software irá rodar.

Implementar esse tipo de estrutura, ainda que mínima, exige investimentos altos na aquisição de equipamentos, adequações locais, especialistas técnicos e também na manutenção de tudo isso.

O cloud computing pode ajudar sua empresa a focar no seu negócio e deixar a TI para que os especialistas manejem suas nuances. Ficou interessado? Continue lendo nosso post e confira as vantagens de deixar o CRM e ERP na nuvem.

4 vantagens de migrar sistemas ERP e CRM para cloud

Existem muitas vantagens de migrar sistemas ERP e CRM para o cloud.

Entre as principais podemos destacar:

Redução de custos

Ao se implementar um CRM e ERP, considerando que a maior parte da informação vital para a continuidade do seu negócio estará nesses sistemas, deve-se adquirir um mínimo de estrutura para que esses softwares rodem com riscos minimizados.

Ao utilizar o cloud para isso você dispensa todos os custos de aquisição e adequação.

Caso opte por uma implementação local, sua empresa deverá arcar com a manutenção desses sistemas e assumir responsabilidades como contratar as pessoas certas para a atividade.

Na nuvem, esses sistemas são entregues como serviço, ou seja, você abstrai todas as camadas de infraestrutura por trás disso e apenas utiliza o software.

Por ser altamente escalável, esse tipo de serviço na nuvem entrega um custo benefício extremamente vantajoso, com garantias de desempenho, segurança e disponibilidade.

Segurança

Ao abordarmos segurança da informação devemos considerar os pilares:

  • confiabilidade,
  • disponibilidade,
  • integridade.

A nuvem oferece mecanismos e boas práticas para que esses pilares sejam implementados e reforçados.

Por se tratar de um tema que está sendo atualizado constantemente, é inviável que uma empresa tente implantar de forma plena esse quesito sem ser da própria área ou manter um profissional especializado para isso.

Já no cloud, há equipes dedicadas a isso e com capacidade de automatizar a resposta a incidentes para que os riscos sejam mitigados em tempo hábil.

Já em relação à disponibilidade, a nuvem tem abrangência global, redundante e distribuída.

Caso algo aconteça, que possa prejudicar a disponibilidade de qualquer serviço em um servidor, é realizada a transferência dos dados e do processamento para um data center que esteja estável.

Isso geralmente ocorre sem que os usuários dos serviços percebam que a aplicação que rodava em um data-center na Nova Zelândia foi movida para Amsterdam, por exemplo.

Sistemas mais escaláveis

Serviços na nuvem são concebidos sempre para serem escaláveis.

Isso significa que eles se adéquam à demanda dos clientes ou, nesse caso, sua empresa.

Sistemas em cloud podem suportar de cargas mínimas até acessos massivos sem problemas, ajustando suas capacidades dinamicamente de acordo com a demanda.

Maior flexibilidade

A partir do momento que seu sistema está na nuvem, você pode acessá-lo de qualquer dispositivo conectado a internet e a qualquer hora.

O mesmo vale para qualquer atividade administrativa.

Outro quesito de flexibilidade é o reflexo que a escalabilidade traz para seu orçamento.

Em serviços contratados sob demanda, sua empresa só paga por recursos que utilizar.

Se você tem 1000 usuários, é muito provável que apenas 500 a 800 estejam utilizando o sistema simultaneamente e a arquitetura de cloud se encarregará de dimensionar adequadamente esses recursos utilizados para que esse volume seja atendido, nem mais, nem menos.

Ficou interessado em migrar seu CRM e ERP para o cloud? Entre em contato com a CL9 Tecnologias e saiba mais sobre nossas soluções em cloud computing!

(Imagens: divulgação)


  • Share:
Contato via Site CL9