O trabalho remoto se tornou realidade de muitos trabalhadores durante a pandemia de Covid-19.

Mas o Brasil já está se preparando para voltar a normalidade e, nesse contexto, muitas empresas estão se perguntando se devem continuar esse modelo ou não.

Para auxiliar na decisão, elencamos os principais prós e contras do home office para que você, como gestor, possa decidir com a sua equipe a melhor forma de dar continuidade nos trabalhos.

Continue lendo o nosso post e confira os prós e contras do trabalho remoto!

Quais são os prós do trabalho remoto?

O trabalho remoto apresenta muitos benefícios. Confira os principais!

Menos tempo no trânsito

Dependendo de onde for a sede da empresa, as horas no trânsito fazem parte da rotina dos colaboradores.

No modelo de home office, esse tempo diário não é gasto, o que faz com que os colaboradores se sintam melhores.

Segundo uma pesquisa realizada pela GoTo by LogMeIn, os brasileiros gastam, em média, 50,32 minutos por dia no trânsito.

Esse tempo perdido está ligado com o aumento do estresse no trabalho para 73,2% dos brasileiros!

Mais tempo útil durante o dia

Como consequência direta de passar menos tempo no trânsito, os colaboradores têm mais tempo útil durante o dia.

Esse tempo pode ser utilizado para os afazeres da casa ou até mesmo para o lazer.

A sua jornada continuará a mesma, mas, mesmo assim, ele terá mais tempo livre na sua rotina.

Mais conforto para o colaborador

O trabalho remoto traz mais conforto para o colaborador, que terá mais liberdade para trabalhar do jeito que considera mais produtivo.

Segundo o aplicativo de músicas Deezer, o pico de ouvintes passou para às 9h e 10h, provando que muitos colaboradores escutam música durante seu trabalho.

Além disso, o trabalho remoto possibilita diminuição de custos, uma vez que colaborador faz suas refeições em casa.

Quais são os contras do trabalho remoto?

Mas nem tudo são pontos positivos! Confira os principais contras do trabalho remoto!

Pode diminuir a produtividade

Dependendo da realidade em que se vive, trabalhar em casa é um grande desafio.

Segundo um estudo realizado pela empresa Filhos no Currículo, que estuda o mercado de trabalho para mães, 67% das mulheres afirmam que estão com dificuldades para aliar a maternidade ao trabalho em casa.

Por isso, é importante conhecer a realidade de cada colaborador para saber como está a sua produtividade e qual o seu modelo de trabalho ideal.

Exige investimentos da empresa

Em alguns casos, como para empresas de tecnologia, o trabalho remoto exige investimentos para garantir a segurança de dados.

Dessa forma, se esse modelo se estabelecer como permanente, a empresa deverá analisar quais são os investimentos que deve fazer para trazer mais segurança para a jornada de trabalho.

Pode impactar na comunicação interna

Dependendo da gestão, pode haver um grande impacto na comunicação interna.

O que antes era feito em uma reunião, muitas vezes é resolvido em e-mail. Se por um lado isso pode trazer mais produtividade, por outro pode fazer com que o time se desabitue a trabalhar em equipe.

Todos os contras podem ser superados a partir de um processo de adaptação, desde que a empresa consiga orientar e apoiar nos momentos difíceis.

A realidade é que não existe um modelo para certo para todos, portanto cabe a empresa perceber se esse modelo de trabalho é adequado para suas atividades antes de fazer essa escolha.

Nossa dica é: converse com os seus colaboradores e descentralize essa decisão. Assim, você conseguirá saber o que cada um pensa antes de determinar algo.

Outra boa ideia é investir no modelo de trabalho híbrido, que consiste na união do presencial com o remoto.

Agora que você já sabe mais sobre o trabalho remoto, que tal continuar a leitura e aprender como preparar a equipe de TI para o pós COVID-19?

(Imagens: divulgação)


  • Share:
Contato via Site CL9